16 de out de 2015

REVISTA ILHA PURA



A região que concentra duas grandes avenidas, Salvador Allende e Abelardo Bueno, cresce em ritmo acelerado e se transforma em um eixo vibrante que atrai investimentos de diversos setores.

Aqui será a arena dos Jogos de 2016, que abrigará a Vila dos Atletas. A região é o espelho do crescimento urbano e se estrutura para abrigar uma população maior do que a de muitas cidades brasileiras. Aqui, tudo é superlativo, grandioso, e o movimento de famílias inteiras chegando supera qualquer previsão inicial.
E para registrar e trazer todo esse crescimento que anda na contramão da economia brasileira, a REVISTA ILHA PURA, que além de apresentar esse empreendimento (que recebeu o pré-certificado como primeiro bairro sustentável da América Latina), apresentará também a evolução local: sustentabilidade, segurança, planejamento, ordenamento urbano, mobilidade, acessibilidade, qualidade de vida; enfim, um novo bairro, com cara de cidade e competência para tal.
Entre, conheça, dê a sua opinião.

Tereza Dalmacio | Editora-Chefe


10 de jul de 2015

Na contramão da economia brasileira

I Design e Midia Moving se unem e ganham força no  mercado carioca.




A IDesign & Comunicação chegou ao mercado carioca em 2008 com a proposta de produzir revistas customizadas. Começou com um título, a Revista de Bordo da UTIL, com veiculação bimestral e circulando nas linhas da empresa em três Estados mais o Distrito Federal: RJ, SP e MG. Hoje, a publicação já está em sua 42ª edição.
Esse foi o ponta pé inicial da empresa que hoje produz 12 títulos, entre eles, Revistas de condomínios classe A da Barra da Tijuca. De uma equipe de seis pessoas, saltou para 30: jornalistas, fotógrafos, publicitários, designers, marqueteiros, equipe de venda e administrativa.
O nicho da IDesign é a Barra, o bairro que mais cresce no Rio, que recebe o maior investimento dos governos federal, estadual e municipal. Lembrando que, aqui será o palco das Olímpiadas de 2016. E toda essa movimentação vem somando com o nosso trabalho e incrementando os nossos negócios.


“Os serviços foram ampliados, atuamos também com agência de publicidade. Produzimos, criamos, vendemos; o pacote completo. Aqui, o cliente recebe o que realmente busca: comunicação personalizada do tamanho do seu negócio. E se ele quiser mais, vamos buscar”, comenta o diretor (sócio-fundador) Paulo Roberto Mesquita.

E foi dessa busca que nasceu a outra empresa, Mídia Moving, para produzir, criar e comercializar televisão e rádio. Paulo Roberto e o engenheiro Carlos Eduardo Furtado Lou perceberam a brecha, se associaram e há quase um ano veiculam filmetes e programas de entretenimento nas linhas de ônibus que transportam moradores dos condomínios de luxo da Barra e também nas linhas comerciais que circulam pela cidade.

“Eu e o Paulo fizemos um investimento pesado em tecnologia e mão de obra. Acreditamos em um sonho, apostamos no crescimento da região, que todo dia recebe mais moradores; onde o crescimento imobiliário é o maior do país. E o trabalho ganhou mercado mesmo! Nem nas nossas previsões mais otimistas poderíamos prever a aceitação desse novo serviço”, sentencia Carlos Eduardo Furtado Lou.


Na contramão da economia brasileira, IDesign e Mídia Moving caminham lado a lado, expandem os seus negócios, conquistam novos clientes e ampliam os seus serviços.
A diretora de comunicação da IDesign e editora-chefe das publicações da casa, a jornalista Tereza Dalmacio, que há trinta anos atua no mercado nacional e está à frente das Revistas desde o primeiro número, foi também quem implantou esse embrião (Mídia Moving), que hoje é coordenado pelo jornalista Cristiano Kubis, cria da redação da IDesign.
“Essa movimentação, essa interação, essa integração, são as melhores partes do nosso trabalho. Desde o primeiro momento, senti que esse rio caudaloso corria para o mesmo lugar, que a produção do jornalismo impresso já se fundia ‘informalmente’ com a TV e vice-versa. Conexão feita desde o primeiro frame”, conta ela.
O olhar do jornalismo, que já vivia esse casamento “clandestino”, aguardava a visão da equipe que contabiliza e “paga a conta”. Com um pouco mais tempo, VTs no ar e com a equipe de vendas crescendo a cada dia, a direção comercial também teve o “clique”.



Grupo Coruja | 
“Observando a nossa própria história, desde a primeira linha do primeiro anúncio comercializado, percebemos que nunca voamos às cegas: sempre tivemos mapas traçados, planos de voos, sempre soubemos a hora de ganhar o mundo ou de nos recolhermos no ninho. E assim, a Coruja abriga hoje as duas empresas. Escolhemos a ave símbolo da sabedoria, que tem visão ampliada e consegue ver o que muitos não veem. Ela está sempre vigilante enquanto todos dormem e ainda consegue fazer uma envergadura de 270º para espiar. Somos coruja desde sempre”, brinca Tereza.






Rebeca Borges, diretora financeira e sócia-fundadora da IDesign, foi quem deu o sinal verde para legitimar essa união: “não há super valorização de números, não há super expectativas, mas sim uma análise econômica rígida, definida e sem desperdícios. Sempre soubemos fazer do menos mais, e é essa visão abrangente que tem guiado todos os nossos negócios”.





Para esse time, de quase quarenta profissionais, o voo está apenas começando. Vamos acompanhar!






FALTANDO MAIS DA METADE DA EQUIPE. 
VAMOS TENTAR REUNIR PARA MAIS UM CLIQUE.
FICO DEVENDO!

20 de mar de 2015

Abelardo Bueno - Edição de março | Editorial


É de pequeno que se aprende, lembra?


O mês de março é aquele que “fecha o verão”, começa o ano e ainda se comemora o Dia Internacional da Mulher. Poderíamos dizer que o feminino anda forte no país – temos até uma presidente mulher –, mas o coro que vemos está bem dissonante.

Mas estamos aí, trabalhando muito, em jornada dupla, às vezes tripla, e a conta não bate.

A conta da igualdade salarial. A conta da divisão de tarefas domésticas. A conta no final do mês. Temos apenas lamentos? Também não é verdade...

A mudança de uma sociedade mais igualitária, mais justa, está na mão da maioria das mulheres mesmo. Somos nós que precisamos colocar a mão na massa. Somos nós a ferramenta da transformação.

“Como?”, você deve estar se perguntando. Educando. Isso gente! Educando nossos filhos. Todos os homens que aí estão foram educados por mulheres, foi no seio da família que aprenderam o be-a-bá do machismo. Assuma a sua parcela de culpa pelo menos.

Eu acredito que tenha contribuído para essa grande revolução que está em curso há séculos, que começa com um trabalho de formiguinha; cada uma fazendo a sua parte para transformar o coletivo.

Criei filhos, ajudei a formar homens e o que vejo hoje são adultos responsáveis, compromissados com as mulheres que escolheram como companheiras e participativos na vida doméstica. Cresceram vendo o pai também fazendo a mesma coisa.

O ser materno tem função muito maior do que gerar, mas sim ensinar, e a educação é a mola propulsora de melhoria para cada setor da vida de um indivíduo.

E as mulheres têm o que para comemorar?

É uma pergunta intima, que apenas você pode responder. Eu tenho, e acredito que muitas outras também. Celebrar as pequenas conquistas e jamais fugir da luta.

A luta da paz, da gentileza, de homens e mulheres em sintonia na busca permanente por uma vida melhor para todos. Independente do credo, da raça, do sexo, das escolhas, sempre ensine respeito e educação desde o berço. Afinal, é de pequeno que se aprende, lembra?

Abraços,
Tereza Menezes Dalmacio
Editora-Chefe

2 anos | Casa Barra


Essa Casa abriga sonhos

 Completamos dois anos, 24 edições, muito trabalho, parcerias e resultados. Um gama de profissionais de prestígio imprimiram arte, decoração, arquitetura e projetos arrojados em nossas páginas.

O leitor vibrou, perguntou, interagiu e, o melhor, sugeriu muitas outras pautas: gastronomia, roteiros paradisíacos, cultura, moda, comportamento; enfim, uma imensidão de assuntos e temas exclusivos para quem sabe degustar os prazeres da vida, com requinte, elegância e de forma despojada.

A beleza da Casa ganhou mais corpo, chegou pra mais gente, mantém as portas abertas para você entrar e as janelas, para quem quiser espiar. Essa Casa abriga a todos. Abriga sonhos. Essa Casa é celeiro de ideias; sempre em transformação.

Todas as mudanças, reformas e novas construções cabem aqui. A cada número procuramos trazer o belo, o novo e o inusitado. A busca é permanente, e contamos com você. Mas por hora, Casa aberta: para festejar, agradecer a sua visita e convidá-lo sempre para mais um encontro. Pode entrar, pois essa Casa é totalmente sua!

 
Tereza Menezes Dalmacio
Editora-Chefe

Editorial


Editorial

 

Tiro certeiro

 

Hoje, trafegar pela Avenida Abelardo Bueno e região,  pode ser um martírio, mas as perspectivas são as melhores. As obras estruturais seguem em ritmo acelerado e esse eixo central vai dobrar de tamanho e fluidez.

Paralelo ao canteiro de obras, cresce um polo comercial valioso, com os mais variados serviços e produtos. Vai desde os pequenos  estabelecimentos, passando por centros empresariais  até grandes shoppings.

Nasce um novo bairro, com condomínios de luxo, gente chegando de toda parte da cidade para viver aqui.

Se as previsões econômicas são as mais sombrias para 2015, parece que aqui ela não desembarcou. Parece.

Por traz de tudo isso, investimentos dos governos: federal, estadual e municipal, impulsionados pelos jogos olímpicos de 2016. A iniciativa privada também aposta e investe alto.

O Parque Olímpico da Barra está no seu quintal. A Barra será o coração das competições.  A região vai acomodar 14 instalações onde serão realizadas competições de 21 esportes olímpicos.  A Vila Olímpica e Paralímpica, o Parque Olímpico da Barra, o Riocentro, o IBC/MPC e a Vila de Mídia da Barra estão todos localizados na vizinhanca.

É muito dinheiro circulando e o crescimento é acelerado. A Revista Abelardo Bueno, a cada edição, traz um pouco do que  acontece na área. E queremos ouvir você. Escreve pra gente, mostre o sue ponto de vista, o seu olhar sobre esse pedaço do Rio, que vai fazer história. E vamos descobrir, juntos, se esse tiro é realmente certeiro.

Fotografia: outra paixão








Testemunha ocular


Jornalismo 2015

 
Redação:
Repórteres | Aldilene Magra | Guilherme Cosenza | Sandro Miranda | Stephany Muzi
 
Fotografia | Hilton Ribeiro | Natalia Moraes
 
Editora-Chefe: Tereza Menezes Dalmacio
 
Contato: jornalismo@idesigncom.com.br | 21 3061 4724
 

O trabalho nosso de todo dia...

Vem aí:



 

18 de mai de 2013

O trabalho nosso de todo dia



Hoje respondo pela Direção de Comunicação da I Design & Comunicação, que abrange dois departamentos: redação e criação. Um trabalho dinâmico, instigante que me proporciona aquela sensação de renovação permanente. 

São 12 revistas, projetos novos em andamento, uma equipe de gente competente e apaixonada pelo o que faz. 

Aos 53 anos, recomeço diariamente, e talvez seja esse o segredo, que me mantém em plena produtividade e com tesão em alta - para inventar, criar, fazer acontecer...

Essa é a energia boa que me conduz e me vira do avesso. 

..E  faz revelações surpreendentes: o avesso é o meu melhor lado.







 JORNALISMO
 PAUSA PARA O CAFEZINHO
 USINA DE IDEIAS
 CRIAÇÃO


 ESSA TURMA MANDA MUITO